Margarida Azevedo

Accidentale Trio | Interazioni

Podem ouvir aqui.

Edição | 2018

Quando as eletrónicas se cruzam acidentalmente com uma guitarra e bateria isso é “Interazione”.

O disco “Interazione” é dos mais longos que alguma vez ouvi e resulta da gravação do primeiro encontro entre Santi Costanzo (Prepared and unprepared guitar), Alessandro Grasso (Desktop electronics) e Riccardo Napoli (Prepared and amplified drums). Sem qualquer troca prévia de palavras sobre o que iriam desenvolver os três disponibilizaram-se a dialogar abertamente e a partilhar experiências e vivências.

O registo, que inicialmente e numa primeira audição nos pode parecer demasiado similar ao longo das dez faixas, é na verdade repleto de pequenas nuances e encontros. E se há coisa que o noise me faz é relaxar e criar momentos de escrita de peculiar foco e intensidade.

Não é fácil escrever sobre “Interazione” mas é fácil para mim afirmar que o panorama musical italiano me tem vindo a surpreender. Os Roots Magic são dos principais responsáveis pela minha recente incursão na cena italiana. São ondas distintas e em nada comparáveis mas a verdade é que há muito por descobrir por aquele país.

Demorei quase três dias a ouvir o disco porque me faltou o tempo para o ouvir com atenção de seguida. Senti falta de ambientes mais distintos entre faixas mas a verdade é que o diálogo entre os três resultou numa conversa com pés e cabeça.

Escrever sobre os Accidentale Trio é desafiante na medida em que por mais que vos queira passar sensações é difícil colocá-las em palavras. Mas uma das hipóteses que coloco é passar “Interazione” para um exercício de cores. Uma paleta de cores quentes e frias.

Interazione 5 é um vermelho vivo com traços pretos curtos e intensos. Percebem onde quero chegar? É subjetivo e desperta-nos sensações. É um terramoto de bolas pretas saltitantes com uns dourados à mistura. É tudo isto vezes dezoito minutos e trinta e quatro segundos.

Interazione 6 passa pelos U2. Não sei se gosto, se odeio. É um mixed feelings! É um amarelo cheio de pontos azuis.

É fácil colocar este disco em tela, difícil é colocá-lo em palavras.

Fevereiro de 2019 marca o início de um trio promissor, que nos enche os ouvidos com um noise bem conseguido e que nos faz viajar entre telas e tintas, cenas e cenários.

Créditos

Santi Costanzo: Prepared and unprepared guitar
Alessandro Grasso: Desktop electronics
Riccardo Napoli: Prepared and amplified drums

Recorded: Riccardo Napoli & Alessandro Grasso
Live Mixing: Alessandro Grasso
Mastering: Santi Costanzo
Artwork: EXT-1 video still

Cor do Som

Pinturas que fiz enquanto ouvia o disco

Interazioni 7 | Painting by Margarida Azevedo
Interazioni 7 | Painting by Margarida Azevedo
Interazioni 9 | Painting by Margarida Azevedo
Interazioni 9 | Painting by Margarida Azevedo